quinta-feira, 10 de outubro de 2019

"A elaboração da Carta Magna do nosso Estado reuniu esforço, espírito público, vigor, coragem, debates antológicos", relembra deputado



Foto: João Gilberto / ALRN
Na manhã desta quarta-feira (09), a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) realizou Sessão Solene alusiva aos 30 anos da promulgação da Constituição Estadual e na oportunidade homenageou os 27 deputados constituintes e funcionários da Casa Legislativa. Um dos homenageados foi o deputado Getúlio Rêgo (DEM), hoje em seu décimo mandato como parlamentar.

Em um discurso cheio de lembranças, relatos históricos e mostrando os bastidores de todo aquele longe processo de elaboração, aprovação e promulgação da Carta Magna Potiguar, o Democrata falou da sua contribuição para a reestruturação do RN, redesenhando os quatro cantos do estado em cada Artigo de cada Lei proposta naquele período de discursões acirradas e muito espírito público por parte dos parlamentares.

"A elaboração da Carta Magna do nosso Estado reuniu esforço, espírito público, vigor, coragem, debates antológicos, sem que de nenhum de nós fosse tirada a essência, a raiz, o pensamento acima das questões partidárias ou pessoais", revela o deputado. "Contribuímos com trabalho, esforço e nossas visões pessoais e políticas, eu e todos os companheiros homenageados, vivos e mortos, eternizados pela grandeza da luta".

"Tivemos debates acirrados e profundas reflexões. Tínhamos Um Estado anacrônico, que tivemos de redesenhar em cada lei e em seus artigos com o objetivo voltado para o mais distante cidadão", destaca o decano.

Ainda em seu discurso, o médico amigo Getúlio Rêgo agradeceu, sob forte emoção, a todos os potiguares que ao longo de 40 anos o tem reconduzido e renovado seu mandato à Assembleia Legislativa e a Deus por ter permitido reviver uma das mais importantes passagens do Parlamento Estadual.

"Para mim, em especial, reviver uma das maiores e mais genuínas demonstrações do sentimento que é amar a vida e contribuir para o bem comum por vocação e dez mandatos conferidos pelo povo. Meu muito obrigado e um grande abraço ao povo do Rio Grande do Norte!", finalizou.

terça-feira, 8 de outubro de 2019

Deputado cobrará providências do governo sobre fechamento de hospital e regularização do pagamento aos médicos


O deputado estadual Getúlio Rêgo (DEM) usará a tribuna da Assembleia Legislativa (ALRN), na manhã desta terça-feira (08), para cobrar do governo do estado as devidas regularizações da dívida com médicos e hospitais para a normalização das cirurgias eletivas e exigir que o governo não feche o Hospital Ruy Pereira, em Natal.

O democrata, que é membro da Comissão de Saúde da ALRN, vai exigir que a governadora Fátima Bezerra (PT) explique uma possível interferência do governo ao Conselho Estadual de Saúde, que votou, à unanimidade, uma solicitação de interdição do Hospital Ruy Pereira, que sofre com graves problemas estruturais.

O parlamentar complementará sua cobrança exigindo a imediata regularização e quitação de uma dívida que o governo estadual possui com a Cooperativa Médica do RN, referente ao mês de junho, no valor de R$ 4 milhões, e que levou à paralisação da realização de cirurgias, há uma semana, prejudicando cerca de 700 pacientes de todo o estado.

"É impressionante o descaso e a falta de sensibilidade e preocupação do governo estadual com a saúde dos potiguares. O Hospital Ruy Pereira é referência no estado em cirurgias vasculares e existe uma enorme demanda reprimida. É um crime fechar essa unidade. Será um prejuízo incalculável para toda a população. Isso não pode acontecer", comenta o deputado.

Ainda de acordo com o decano, "o governo da petista, que foi eleito com um discurso populista e social, deixou de fazer o repasse de recursos à Cooperativa Médica e paralisou o atendimento dos profissionais à população. Já são 4 meses de atraso e mais de R$ 4 milhões em dívidas. O governo precisa priorizar a saúde de nosso povo", finalizou.


segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Confira o resultado final da eleição para o Conselho Tutelar em Umarizal (RN)




Durante todo o dia de ontem, domingo (06), os eleitores umarizalenses puderam exercer sua cidadania e escolher, através do voto livre e facultativo, os novos membros do Conselho Tutelar para os próximos quatro anos.

O pleito foi marcado pela tranquilidade e o não registro de nenhuma ocorrência na cidade. No entanto, houve muita reclamação quanto à organização das sessões eleitorais, o que ocasionou filas intermináveis levando a insatisfação de inúmeras reclamações dos eleitores.

Segundo o que apurou o Blog Hermes Castro, inicialmente a justiça eleitoral sugeriu que fosse instalada apenas uma sessão em Umarizal. Posteriormente, o Ministério Público autorizou o uso de três urnas, e que finalizou, a pedido da Comissão Organizadora do pleito, a instalação de cinco sessões eleitorais.

Ao final do horário estabelecido pela justiça eleitoral, às 16h, ainda foi possível constatar a presença de cerca de 800 eleitores nas filas em todas as sessões instaladas na Escola Municipal Tancredo Neves, no Bairro São José.

A apuração ocorreu logo após a conclusão da votação, no plenário da Câmara Municipal de Vereadores. Todo o processo de contagem manual dos votos foi totalmente concluído às 22h15.

A FM Fraternidade fez toda a cobertura midiática e transmitiu com exclusividade os resultados de todas as sessões e revelando, com antecipação, os novos conselheiros eleitos na noite deste domingo.

Confira o Resultado:




sexta-feira, 27 de setembro de 2019

66ª fase da Lava Jato tem ações em Natal e gerentes do Banco do Brasil são alvos

Foto: Marivaldo Oliveira/Código 19/Estadão Conteúdo
A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (27) a 66ª fase da Operação Lava Jato, que tem como foco a atuação de três gerentes e um ex-gerente do Banco do Brasil que são suspeitos de terem facilitado centenas de operações de lavagem de dinheiro entre 2011 e 2014.

Segundo o comunicado do MPF (Ministério Público Federal), os "funcionários foram cooptados por operadores financeiros" e o "montante total ilícito movimentado, por meio da realização transferências bancárias a partir de contas mantidas pela organização, superou a quantia de R$ 200 milhões".

"Parte significativa do valor foi convertida em espécie para posterior utilização no pagamento de propinas por empreiteiras que praticaram corrupção contra a Petrobras", diz a nota.

Segundo a Polícia Federal, estão sendo cumpridos sete mandados de busca e apreensão na cidade de São Paulo e um em Natal, todos expedidos pela 13ª Vara Federal de Curitiba, que cuida da Lava Jato na primeira instância.

De acordo com o comunicado do MPF, gerentes de três agências do Banco do Brasil em São Paulo "receberam vantagens indevidas para burlar os mecanismos de prevenção a lavagem de dinheiro da instituição".

"A conduta indevida dos gerentes possibilitou que contas em nome de empresas de fachada controladas por organizações criminosas fossem abertas e operassem na instituição financeira por longo período, realizando centenas de operações de lavagem de dinheiro, inclusive depósitos e saques de valores expressivos em espécie", afirma a nota.

A procuradoria ainda diz que "fortes evidências" indicam que os gerentes atuaram para encerrar indevidamente registros do sistema de detecção de lavagem de dinheiro. Eles teriam inserido justificativas falsas, o que dificultou a comunicação de operações suspeitas ao Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras).

Além dos gerentes do Banco do Brasil, a investigação também apura o papel de um "doleiro que teria sido responsável por produzir pelo menos R$ 110 milhões, em espécie, para viabilizar o pagamento de propinas", segundo a polícia.

Procurado, o Banco do Brasil disse que irá se pronunciar por meio de nota ao longo do dia.

Informações: Reuters

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Deputado Getúlio Rêgo assume relatoria da LOA 2020 e garante relatório que reflita o pensamento coletivo dos potiguares



Foto: Eduardo Maia / ALRN
A Comissão de Finanças e Fiscalização (CFF) da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) se reuniu na manhã desta quarta-feira (25) e definiu a relatoria de sete matérias, entre elas o Projeto da Lei Orçamentária Anual (PLOA), para o exercício de 2020 no estado. O responsável pela elaboração do relatório é o decano Getúlio Rêgo (DEM).

De acordo com o Projeto do Orçamento Geral para o próximo ano, estima-se um déficit primário de quase R$ 1 bi. Para o parlamentar democrata, trata-se de uma missão delicada assumir a relatoria deste projeto, mas garante usar sua experiência parlamentar para abranger áreas fundamentais e atender ao pensamento coletivo de toda a sociedade norte-rio-grandense.

“Recebi essa missão delicada de relatar o projeto da LOA para 2020, mas vamos utilizar a nossa experiência como parlamentar para compor um relatório que seja o pensamento coletivo da sociedade”, afirmou o deputado Getúlio.

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Deputado estadual alerta para demanda reprimida de cirurgias eletivas no RN

Foto: João Gilberto/ALRN
O deputado estadual Getúlio Rêgo (DEM) chamou atenção, na sessão plenária desta quinta-feira (19), dos órgãos fiscalizadores para que investiguem a demanda reprimida existente de cirurgias eletivas no Rio Grande do Norte. Segundo ele, a Comissão de Saúde da Assembleia, da qual faz parte, solicitou ao Governo o quantitativo de pacientes à espera de cirurgias no Estado, mas ainda não obteve resposta.

“Estão escondendo esta situação. Chamo atenção do Ministério Público que investigue o caso, porque algo precisa ser feito. São pessoas de 70, 80, 90 anos que estão voltando para sofrer em suas casas sem a solução de seus problemas”, disse ele.

O parlamentar ainda criticou a decisão do Governo de transferir a Superintendência de Vigilância Sanitária (SUVISA) para a sede da Secretaria estadual de Saúde. Segundo ele, a decisão é autoritária e vai prejudicar o trabalho do órgão.

Em aparte, o deputado Galeno Torquato (PSD), que é presidente da Comissão Parlamentar de Saúde, disse que a situação das cirurgias eletivas no RN é grave. “Os corredores vazios dos hospitais não significam que não existem pacientes esperando. O que existem são pacientes em suas casas esperando uma cirurgia”, explicou Galeno, que também corroborou com a crítica de transferir a SUVISA para a sede da Secretaria.

O deputado José Dias (PSDB) e o deputado Gustavo Carvalho (PSDB) também apartearam o discurso de Getúlio Rêgo tecendo críticas à gestão do Governo do Estado.

FONTE: Assessoria de Imprensa da ALRN

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Deputado Getúlio Rêgo é destaque em documentário produzido pela TV Assembleia



Foto: Divulgação em redes sociais
Na manhã desta quarta-feira (18), o deputado estadual Getúlio Rêgo (DEM) participou da gravação de um documentário produzido pela TV Assembleia sobre os 30 anos da promulgação da Constituição Estadual do Rio Grande do Norte.

Ao lado de Rosa Medeiros, Cristiane Rodrigues e Arimar Martins, servidores da TV Assembleia, que estão à frente da produção cinematográfica, o parlamentar que foi constituinte à época, pôde retratar os bastidores daquele momento histórico para o estado.

"Como Deputado Constituinte e Decano da Casa participei com alegria e satisfação de mais uma data memorável para a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Relembramos histórias e revivemos os bastidores da Constituinte", comenta Rêgo.

História
Após a promulgação da Constituição Federal, em 5 de outubro de 1988, o Rio Grande do Norte foi o primeiro Estado brasileiro a promulgar a sua Carta Magna, dois dias antes daquela completar um ano: 3 de outubro de 1989.


quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Umarizal: Democratas realizarão convenção municipal com participação de lideranças estaduais e federais






O Diretório Municipal dos Democratas (DEM) em Umarizal, cidade localizada na Região Oeste do Rio Grande do Norte, realizará sua convenção municipal neste domingo (15), na Câmara Municipal de Vereadores, e contará com a presença já confirmada de grandes lideranças políticas em nível estadual e federal.

Além do próprio deputado estadual Getúlio Rêgo, maior liderança política de todo o Alto-Oeste Potiguar e responsável pela condução política do DEM na região, o também deputado estadual Doutor Bernardo Amorim (Avante) e o deputado federal Benes Leocádio (Republicanos) já confirmaram suas presenças no evento.

A Comissão Municipal de Refundação do partido distribuiu convites a todos os partidos legalmente constituídos em Umarizal, de acordo com o site do TRE, assim como convidou os parlamentares eleitos e que foram votados na última eleição, em 2018, no município.

NOTA DO BLOG
O que se comenta na famosa "Rádio Corredor" da política da Terra do Sagrado Coração de Jesus é que a Convenção Partidária do DEM será o maior acontecimento político do ano e a formação do novo Diretório Municipal dará o norte para as Eleições Municipais de 2020 em Umarizal.

Ainda se comenta que diversos outros políticos e lideranças também foram convidados para o momento de festa da democracia umarizalense. Até o momento da publicação desta matéria, não conseguimos confirmar quais seriam essas outras lideranças e se já confirmaram participação.

É aguardar para ver o desenrolar dos acontecimentos até o próximo domingo (15).

sexta-feira, 12 de julho de 2019

Paróquia anunciará programação da Festa do Sagrado Coração de Jesus 2019 em Umarizal (RN)




A Paróquia do Sagrado Coração de Jesus em Umarizal (RN) anunciará a programação da Festa do Padroeiro 2019 em uma coletiva de imprensa marcada para a noite deste sábado (13), no Salão Padre João, na Casa Paroquial, às 19h.

Na oportunidade, o padre Maciel Rodrigues da Silva e toda a comissão organizadora da festa, apresentará a temática e os detalhes dos 10 dias de comemoração ao Sagrado Coração de Jesus. A expectativa é uma programação bastante diversificada e que vai atrair todos os fiéis umarizalenses.

O Blog Hermes Castro estará na coletiva de imprensa e fará toda a cobertura da Festa SCJ 2019.

sexta-feira, 28 de junho de 2019

Veja: Revista revela quem são as duas testemunhas ocultas nos diálogos entre Moro e Dallagnol revelados pelo The Intercept

Foto: Jorge Araújo/Folhapress
Das muitas mensagens trocadas entre o então juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dalla­gnol, o chefe da força-tarefa da Lava-Jato, a mais comprometedora até o momento é a que mostra Moro passando ao procurador a dica de duas testemunhas que teriam informações relevantes sobre negócios envolvendo a família do ex-presidente Lula.

Seguindo a orientação do juiz, Dalla­gnol procurou as pessoas citadas, mas elas teriam se recusado a colaborar. Em resposta a Moro, o procurador chegou a sugerir que se forjasse uma denúncia anônima para justificar a expedição de uma intimação que obrigasse as testemunhas a depor no Ministério Público.

O diálogo entre Moro e Dalla­gnol foi publicado pelo site The Intercept Brasil há três semanas, mas o nome das testemunhas não havia sido divulgado. VEJA localizou os dois personagens ocultos da história: o técnico em contabilidade Nilton Aparecido Alves, de 57 anos, e o empresário Mário César Neves, dono de um posto de gasolina também em Campo Grande. Clique para ler a reportagem completa, publicada na edição desta semana.

Nilton Aparecido é conhecido no estado por fazer negócios, nem sempre lícitos, relacionados a terras. Abordado pela reportagem de VEJA na tarde de quarta-feira, Nilton foi evasivo. “Não sei por que meu nome está nessa história. Alguém deve ter falado alguma coisa errada”, disse. Indagado sobre se teria informações referentes aos filhos de Lula e se havia prestado depoimento aos procuradores da Lava-Jato com relação ao tema, ele encerrou a conversa dizendo que não iria declarar mais nada.

Mário César Neves é dono de um posto de gasolina também em Campo Grande. Ele confirmou que, na época, em dezembro de 2015, um representante do Ministério Público Federal entrara em contato para pedir-lhe informações sobre o técnico em contabilidade Nilton Aparecido. Questionado sobre se ouvira do técnico em contabilidade algo referente a negócios do filho do ex-presidente, o empresário também arriou. Disse que desconhecia o assunto. Ele, porém, confirma que repassou ao Ministério Público o endereço e o telefone de Nilton.

A comprovação de que o Ministério Público, de fato, não apenas ouvia, mas seguia suas orientações, reforça a tese de que, quando magistrado, Moro abandonou a posição de imparcialidade para instruir um dos lados da ação, algo considerado ilegal pelo Código de Processo Penal. Embora permaneça com apoio popular — e exista até uma manifestação marcada para este domingo (30) —, o ministro está com a imagem de herói arranhada.

Informação: Revista Veja

Caso dos laranjas do PSL: Prisão de grupo ligado ao ministro do Turismo deixa Bolsonaro sob pressão



Foto: Jake Spring/Reuters 
A prisão de um assessor e de dois ex-assessores do ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio em continuidade às investigações da Polícia Federal sobre candidaturas de laranjas do PSL na eleição de 2018 elevou a pressão sobre o presidente Jair Bolsonaro (PSL).

A ação da PF nesta quinta-feira (27), que atinge frontalmente o partido do presidente da República, é decorrência da apuração sobre o caso revelado pelo jornal Folha de São Paulo em fevereiro e levou à retomada das discussões sobre o futuro do ministro no governo.

De acordo com a Folha, aliados de Bolsonaro admitiram abalos com a situação. O presidente interino durante viagem do titular ao Japão, general Hamilton Mourão disse ser "óbvio" que Álvaro Antônio será demitido "se houver alguma culpabilidade" no caso.

Já o próprio presidente Bolsonaro tem dito que a situação do ministro do Turismo causa desgaste para o governo e que esperaria a conclusão da apuração da PF para decidir o destino de Álvaro Antônio. O presidente está em viagem ao Japão e ainda não se manifestou sobre as prisões.

Entenda o caso

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), deputado federal mais votado em Minas Gerais, patrocinou um esquema de candidaturas laranjas no estado que direcionou verbas públicas de campanha para empresas ligadas ao seu gabinete na Câmara.

Após indicação do PSL de Minas, presidido à época pelo próprio Álvaro Antônio, o comando nacional do partido do presidente Jair Bolsonaro repassou R$ 279 mil a quatro candidatas. O valor representa o percentual mínimo exigido pela Justiça Eleitoral (30%) para destinação do fundo eleitoral a mulheres candidatas.

Apesar de figurar entre os 20 candidatos do PSL no país que mais receberam dinheiro público, essas quatro mulheres tiveram desempenho insignificante. Juntas, receberam pouco mais de 2.000 votos, em um indicativo de candidaturas de fachada, em que há simulação de alguns atos reais de campanha, mas não empenho efetivo na busca de votos.

OUTRO LADO

O ministro Marcelo Álvaro Antônio afirmou, por meio da assessoria, que "a distribuição do fundo partidário do PSL de Minas Gerais cumpriu rigorosamente o que determina a lei" e que "refuta veementemente a suposição com base em premissas falsas de que houve simulação de campanha com laranjas no partido".

Informações: Jornal Folha de São Paulo
Postagens mais antigas ››